Por que ter um Empresário de Futebol?

Por que é bom ter um empresário? Todo empresário é um vendedor e toda empresa precisa de um vendedor. E o que o jogador é? Ele é um prestador de serviço. O empresário, portanto, vende o serviço dele. O empresário é como um corretor, que conversa com o cliente que está precisando de um determinado imóvel, devido as características que é passada para ele, e apresenta para o cliente.  Essa lógica também funciona com os jogadores de futebol…

Agora, existe algumas formas diferentes de um empresário para outro. Um bom empresário, no caso, é aquele que, antes do seu contrato acabar, já está buscando novas oportunidades para que você não fique parado. Mas por que é muito difícil o próprio jogador capitar negócio para ele? Porque ele está focado em treinar, desempenhar seu trabalho. Então, ele não tem tempo e, muito menos, cabeça para ficar o tempo todo conversando com todo mundo e negociando oportunidades.

Alguns pais fazem esse papel, tentando negociar e capitar negócio para seus filhos, mas não vejo isso como a melhor opção. Por quê? Se é o pai do Neymar, por exemplo, que é um jogador consagrado, se torna fácil negociar porque todo mundo quer ele. Mas, mesmo no caso do Neymar, não foi o pai dele que trouxe os negócios, foram outros empresários e ele apenas conduziu as negociações. 

O pai de um atleta, normalmente, está focado apenas no seu filho, perdendo contato com o mercado. Dessa forma, trabalhar com um empresário sempre será a melhor opção, porque ele está o tempo todo conectado com o mercado, falando com treinadores, presidentes… Às vezes, inclusive, ele vai apresentar outro jogador dele para um determinado clube e, conforme conversa com o presidente ou treinador, descobre que um determinado clube precisa de um atleta daquela posição. O empresário não espera o treinador solicitar o atleta. Ele acompanha as partidas do clube e, percebendo que determinada posição não está rendendo, opta por indicar seu atleta, que pode produzir melhor e trazer bons resultados para o clube.

Eu não sei se você já teve oportunidade de buscar um imóvel, tanto para comprar quanto para alugar, mas, independentemente da situação, o corretor vai apresentá-lo para você, alguns deixando muitas lacunas na sua apresentação. Mas, quando o corretor é experiente, valoriza todos os atributos daquele local, seja na parte da construção, localização, valor do metrô quadrado e os benefícios que a região oferece, como, por exemplo, colégios, faculdades, hospitais, etc. Ou seja, ele valoriza todos os atributos do seu produto, trazendo segurança para o comprador, que percebe que ele é um profundo conhecedor do produto que ele está apresentando. Não é diferente com os atletas, pois, quando um empresário vai apresentá-lo para um clube, precisa falar das suas qualidades, histórico – que é o lado pessoal do atleta e é muito importante, porque os clubes querem diminuir todos os riscos, portanto, se o clube não sentir segurança no atleta, achando que ele terá problemas extras-campo, não fará o investimento por causa dos custos, que, basicamente, será tempo investido no atleta e dinheiro.

Na parte do dinheiro, é por causa da rescisão de contrato, etc.  Em questão do tempo, porém, é porque terá que achar outro jogador, que vai precisar se adaptar ao perfil do clube. O empresário, portanto, faz todo esse trabalho e busca sempre diminuir os riscos para o clube e atleta. Alguns empresários, inclusive, também auxiliam seus atletas nas questões extras-campos e problemas interpessoais, referente a questões burocráticas. Por isso é importante ter um empresário…

É a mesma coisa quando uma empresa não tem vendedor. Torna-se tudo mais difícil. Então, quando você tem um vendedor, que está focado apenas nessas questões, terá mais tempo e sempre ficará em contato com o mercado.